Consultor Intelliplan

A Intelliplan Consultoria Empresarial é uma empresa focada em soluções para micro, pequenas e médias empresas.
A Intelliplan Consultoria Empresarial é uma empresa focada em soluções para micro, pequenas e médias empresas.
Controle de gastos empresariais – Gestão financeira

Controle de gastos empresariais – Gestão financeira

Controle de gastos empresariaisUm bom controle de gastos empresariais é fundamental para o sucesso de todo empreendimento. E o contrário pode ser dito: uma empresa que não controla corretamente os seus gastos pode enfrentar muitas dificuldades financeiras e isso refletirá no negócio como um todo.

A falha, em grande parte dos casos e principalmente em micro e pequenas empresas, está objetivamente na falta de controle, de gestão. Ou seja, os gastos existem, os sócios e gestores têm conhecimento de sua relevância, mas há gargalos no que diz respeito ao controle dessas saídas de dinheiro.

Vamos nesse artigo explorar alguns aspectos sobre o controle de gastos empresariais. Para ajudar ainda mais, recomendamos a leitura de alguns outros artigos no blog da Intelliplan Consultoria Empresarial:


A importância do controle de gastos empresariais

No dia a dia de uma empresa uma série de recursos é utilizada, movimentada, contratada, adicionada e removida. De maneira mais objetiva, recursos financeiros transitam pela empresa, entrando e saindo. No que diz respeito às saídas financeiras, em particular os gastos para manutenção, produção e crescimento da empresa, é fundamental o controle bem apurado.

Porém, essa mesma dinâmica agitada do cotidiano traz desafios para o controle financeiro. São documentos e informações que precisam ser registrados e gerenciados para que tudo permaneça organizado e trabalhe a favor dos objetivos organizacionais.

Podemos dizer, de maneira ampla e simples, que são 3 as ações que precisam ser tomadas continuamente com relação ao controle de gastos:

  1. Controlar as movimentações e identificar os gastos: todo tipo de movimentação financeira da empresa deve ser controlada e, dentre elas, os gastos devem ser identificados;
  2. Registrar todos os gastos: tudo o que for identificado como um gasto deve ser devidamente registrado, preferencialmente com informações detalhadas, como data, classificação, origem, entre outras;
  3. Analisar os gastos da empresa: não basta identificar e registrar os gastos para realizar um controle efetivo; é preciso periodicamente analisar os dados e números e identificar oportunidades de melhorias.

A partir desses 3 passos, é possível realizar uma análise em sua empresa e identificar onde está o ponto falho do controle de gastos. Está na identificação e controle? Ou estaria no registro correto das informações? Ou talvez no uso das informações registradas para realizar boas análises?

Caso queira fazer uma análise empresarial mais profunda, conheça o Guia Rápido para Diagnóstico Empresarial.

Mantenha a organização e o controle

Podemos concluir, portanto, que para um efetivo controle de gastos empresariais é fundamental possuir processos financeiros bem definidos e utilizar as ferramentas e sistemas adequados. E esses processos devem estar adequados à realidade atual da empresa.

Para uma empresa trabalhar com eficiência e eficácia, é preciso haver harmonia e integração entre todas as pessoas, departamentos, atividades e objetivos. Trata-se de um organismo vivo em que tudo está interligado, e as ações (ou omissões) de uma pessoa ou departamento afetam diretamente outras pessoas e setores da empresa.

Os gastos da empresa são gerados por departamentos e pessoas diferentes. Ainda que o departamento financeiro seja o responsável direto por seu controle, é fundamental que exista consciência em toda a empresa sobre a importância de todas os gastos e despesas serem devidamente registrados e organizados.

Planejamento financeiro

Outro fator fundamental para o controle de gastos é possuir um bom planejamento financeiro.

Não basta saber quanto a empresa gastou. É preciso haver uma determinação de quanto a empresa pode gastar, quanto está gastando e o que pode ter colaborado para uma diferença entre o montante previsto e o realizado, seja essa diferença positiva ou negativa. Vale aqui ressaltar ainda a importância de um bom controle e gestão do fluxo de caixa.

Nós disponibilizamos aqui na Intelliplan uma planilha completa para desenvolver o Planejamento Financeiro Anual de uma empresa. Você pode fazer o download gratuitamente.

Vale ressaltar que o planejamento financeiro não deve ser feito em um momento específico e depois deixado de lado, mas continuamente deve ser revisado. Normalmente o último trimestre do ano é utilizado pelas empresas para realizar o planejamento financeiro do ano seguinte. Se for necessário, sua empresa pode recorrer ao auxílio de um consultor empresarial.

Relatórios para controle de gastos

Uma vez que as informações são registradas e os gastos identificados, e isto feito através de processos bem definidos, e tendo como referência um bom planejamento financeiro, é preciso investir em boas análises para identificar gargalos e não deixar o dinheiro escapar desnecessariamente.

Se a empresa estiver utilizando um sistema de gestão financeira, como um ERP, possivelmente encontrará relatórios que permitam avaliar a situação da empresa. Se todo o controle for realizado através de planilhas eletrônicas, com algum esforço é possível criar relatórios que demonstrem informações importantes.

Esses relatórios e análises visam, em primeiro lugar, dar uma visão clara e realista da situação financeira da empresa para os sócios e gestores. Servem também para embasar e orientar planos de ação para reduzir os gastos empresariais e até mesmo para apontar falhas na operação do negócio.

Gerenciar a empresa e as finanças com base em dados concede ao negócio mais solidez e competitividade.

Planilha de planejamento financeiro anual

Aproveite e faça o download da Planilha de Planejamento Financeiro Anual, disponibilizado pela Intelliplan.

Planilha de Planejamento Financeiro

Planilha de Planejamento Financeiro

Posted by Consultor Intelliplan in Gestão Financeira
Crescimento empresarial – Expandindo os negócios com solidez

Crescimento empresarial – Expandindo os negócios com solidez

Crescimento empresarialTratar sobre crescimento empresarial é lidar com a busca diária de todas as empresas, independente do seu porte ou mercado de atuação.

As empresas buscam e necessitam crescer, em primeiro lugar, por uma questão de sobrevivência. Sendo o mercado competitivo muito dinâmico, aquele que não evolui e cresce tende a ser derrotado e diminuído por aqueles que estão se destacando.

Já tratamos sobre este assunto da competitividade em diversos artigos do blog da Intelliplan Consultoria Empresarial. Trata-se de uma temática que deve estar sempre em discussão entre os empreendedores e gestores. Confira alguns desses artigos:

Lançamos ainda um e-book que trata justamente da competitividade empresarial em pequenas empresas. Você pode baixar gratuitamente: Dicas para uma pequena empresa ser mais competitiva.

Vamos neste artigo tratar sobre a busca pelo crescimento empresarial e os seus aspectos principais.

A busca pelo crescimento empresarial

Sua empresa está buscando crescer? Caso esteja – e esperamos sinceramente que sua resposta tenha sido positiva – sabe que não é uma tarefa fácil. E são 2 os principais motivos para essa dificuldade:

  1. Sua empresa não é a única que deseja crescer e que trabalha diariamente para isso. As demais empresas estão na mesma busca e isso cria um ambiente competitivo. Na prática, isso significa que sua empresa tem que realizar um excelente trabalho de forma a se diferenciar e encontrar oportunidades para se destacar e crescer.
  2. O crescimento não depende somente do desempenho da sua empresa. E as crises econômicas e políticas demonstram isso. Por mais que sua empresa esteja realizando um trabalho excepcional e consiga crescer em meio à crise, de certo esse crescimento poderia ser ainda maior com o mesmo trabalho e sem a crise. Vale ainda lembrar que o crescimento está relacionado à demanda dos consumidores, às inovações que se apresentam e renovam o mercado, e tantos outros aspectos.

Tudo isso, na prática, significa que buscar o crescimento empresarial não é apenas uma tarefa essencial, mas também constante.

No que diz respeito ao ambiente interno da empresa, é preciso que as melhores práticas gerenciais, os sistemas e ferramentas utilizados, os profissionais envolvidos e tudo o que diz respeito à sua estrutura esteja muito adequado; e no que se refere ao mercado, é preciso que a empresa tenha um conhecimento profundo sobre o mercado e possua uma boa estratégia de crescimento, tudo sendo bem executado.

Sem esquecer, é claro, que para uma empresa crescer ela precisa vender e vender bem. Quer melhorar as vendas? Conheça a Trilha de Sucesso – Aumentar as Vendas.

A realidade das micro, pequenas e médias empresas

Se toda empresa busca crescer e sendo esse um desafio presente em todos os mercados, não seria diferente no que diz respeito às micro, pequenas e médias empresas. Porém, surge aqui um agravante: essas empresas, em geral, possuem uma capacidade de investimento menor.

É sabido que para crescer é preciso investir. Não há mágica.

Por isso é necessário, também por parte dos negócios de menor porte, a disposição para investir e proporcionar esse crescimento. Obviamente, este deve ser um investimento estudado e preparado, não colocando o negócio em risco.

O risco maior, porém, é não realizar investimento algum ou pequenas apostas que não trazem um retorno compensador, e ter a esperança de que obterá um grande crescimento.

Por um lado, portanto, é preciso investir para crescer, e por outro, é preciso realizar investimentos na medida correta.

Quer descobrir quando é melhor realizar todas essas ações internamente (isto é, com os recursos e competências que a empresa já possui) ou com a ajuda de uma consultoria empresarial? Leia o artigo: Contratar uma consultoria empresarial ou realizar o trabalho internamente?

Consultoria de vendas

Gestão empresarial com qualidade

Outro fator, como já mencionado, que impacta diretamente no crescimento empresarial é a qualidade da gestão empresarial.

Nós tratamos mais profundamente sobre esse assunto no artigo: Gestão de pequenas empresas.

Trata-se de um movimento duplo:

  • Sem uma gestão empresarial realizada com qualidade, aplicando as melhores práticas, o crescimento fica limitado;
  • Uma empresa que consegue crescer sem uma boa estrutura de gestão, logo enfrentará problemas pois o crescimento não foi compatível com sua capacidade de gerenciamento.

É por isso que aqui na Intelliplan atuamos fortemente com a gestão empresarial em nossa área de Estruturação e Organização.

Uma empresa que deseja crescer ou que esteja em crescimento deve dedicar uma atenção especial ao seu ambiente interno. Do contrário, o crescimento pode atrapalhar o seu desenvolvimento e o seu resultado financeiro.

Atenção ao mercado para crescer

Se você é empresário ou atua na gestão de uma empresa, responda com o máximo de profundidade possível às perguntas abaixo:

  • Quem são os seus concorrentes?
  • O que eles apresentaram de novidade de no mercado nos últimos 12 meses?
  • Quais são os planos deles para os próximos 5 anos?
  • Quais são os gargalos apresentados por eles e onde eles estão mais fortes do que a sua empresa?
  • Quem são os seus consumidores?
  • Quais são as suas principais características comportamentais e demográficas?
  • Como a demanda deles mudará nos próximos 5 anos?
  • Quais são as tendências do seu mercado de atuação?
  • Quais tecnologias irão impactar o seu negócio em breve?
  • Essas são apenas algumas perguntas que podem revelar o quanto sua empresa está com relação ao conhecimento sobre o mercado.

E não se trata aqui de respostas rápidas e superficiais. Tudo pode ser muito mais explorado e analisado, e é justamente essa análise detalhada que são reveladas as principais ameaças e oportunidades para o seu negócio.

Infelizmente muitos empresários e gestores adquiriram ou formaram um conhecimento e visão sobre o mercado há alguns anos, assumiram como sendo uma verdade imutável, e já não mais questionam ou verificam se continuam sendo válidos.

Quer entender a importância de análise mercadológica para o crescimento empresarial? Acesse o e-book: Impulsionando negócios – Análise e gestão comercial e mercadológica.

Também aqui no blog da Intelliplan Consultoria Empresarial você encontrará diversos artigos e materiais sobre essa temática. Aproveite para navegar e atualizar o seu conhecimento.

Impulsionando o crescimento empresarial com a ajuda de uma consultoria

Consultoria para pequena empresa pode trazer benefícios interessantes? E quanto ao investimento necessário, é realmente viável?

Para responder estas e outras dúvidas, a Intelliplan Consultoria Empresarial lançou o Kit – Compreendo a Consultoria Empresarial.

Compreendendo a consultoria empresarial

Acesse esse material completo, leia os artigos e entenda como uma consultoria pode auxiliar o crescimento da sua empresa.

Posted by Consultor Intelliplan in Estratégia Empresarial
Gestão de pequenas empresas

Gestão de pequenas empresas

Gestão de pequenas empresasA gestão de pequenas empresas traz desafios próprios de negócios que lutam diariamente por sobreviver e crescer. Esses desafios, porém, não podem impedir a empresa de estruturar uma gestão que favoreçam os negócios.

Se, por um lado, a realidade dos pequenos negócios cria uma dinâmica que sofre mutações diariamente e lida com a falta de recursos, por outro, é justamente uma gestão bem realizada que permitirá à empresa prosperar.

Vamos neste artigo entender a importância da gestão de pequenas empresas e como aprimorá-la, tornando os resultados empresariais mais interessantes.

Aqui no blog da Intelliplan Consultoria Empresarial você pode encontrar outros artigos que tratam sobre essa temática. Veja alguns deles:

Investir na gestão de pequenas empresas

É preciso compreender uma realidade: toda empresa pode ter sua gestão aprimorada. E isso se deve a 2 motivos principais.

  1. As empresas, em função da dinâmica do mercado, das pessoas e dos objetivos organizacionais, sofrem mudanças continuamente, e isso exige sempre uma verificação se a atual gestão está coerente e, com isso, a oportunidade de melhoria.
  2. Os métodos e modelos de gestão empresarial são continuamente aprimorados, além de novas propostas que surgem, e isso permite às empresas gerenciar de uma maneira mais atual e adequada.

Por esse motivo é fundamental entender que toda empresa pode (e deve) investir continuamente em sua gestão. Sua empresa faz isto?

Vale ainda lembrar que, além das próprias práticas de gestão que estão em contínua evolução, também a tecnologia caminha nessa direção. E por isso há o surgimento de ferramentas e soluções que permitem gerenciar de forma mais produtiva e assertiva.

Ocorre, infelizmente, muitas micro, pequenas e médias empresas não cuidam da gestão como deveriam para ter um negócio de sucesso, e por isso enfrentam tantos desafios.

Se há a dificuldade em realizar esse cuidado e essa melhoria, recorrer a uma consultoria empresarial pode ser o caminho certeiro.

E investir na gestão de pequenas empresas significa:

  • Ter maior controle sobre as informações, documentos e atividades;
  • Mapear e revisar os processos de trabalho;
  • Possuir e utilizar sistemas e softwares de gestão empresarial;
  • Definir políticas que favoreçam o desenvolvimento do negócio;
  • Reduzir e controlar os gastos operacionais;
  • Melhorar a definição dos cargos e funções;
  • Criar indicadores de desempenho;
  • Entre outras ações importantes.

Conforme uma empresa vai aprimorando a sua maneira de gerenciar e capacitando os seus funcionários, os resultados logo aparecem.

É preciso, porém, entender que uma boa gestão não apenas melhora o dia-a-dia do negócio, mas impacta diretamente e positivamente no resultado financeiro da empresa.

Avaliando a gestão da pequena empresa

O primeiro passo para garantir uma boa gestão da pequena empresa é entender em qual situação ela se encontra atualmente. Isto é:

  • Quais são os gargalos?
  • Em quais áreas e departamentos há maior deficiência e quais são elas?
  • Quais são os objetivos da empresa e como ela deve ser estruturada para que seja possível alcançá-los?

Para ajudar os empreendedores e gestores a compreender a situação em que se encontra a empresa, a Intelliplan Consultoria Empresarial desenvolveu o Guia Rápido para Diagnóstico Empresarial.

Orientado por perguntas e passando por todos os departamentos da empresa, você poderá identificar os principais gargalos e as melhorias que podem ser realizadas.

Outros artigos aqui no blog podem ajudar a avaliar a gestão do pequeno negócio:

Consultoria de vendas

A importância da boa gestão em tempos de crise

Outro fator fundamental que justifica o investimento na gestão de pequenas empresas é o quanto uma gestão bem estruturada e executada auxilia a manter uma empresa saudável mesmo em tempos de crise.

Para aprofundar neste assunto, leia também o artigo: Pequenas empresas – O que fazer na crise.

Quando uma empresa possui uma gestão forte, com um bom controle sobre as suas finanças, com processos de trabalho bem estruturados, e fazendo o uso de dados e análises para tomar decisões, ela tende a passar pela crise de uma maneira mais tranquila.

Vale ainda chamar a atenção para a questão mercadológica.

Uma pequena empresa bem gerenciada é também aquela que planeja, se organiza e atua para aproveitar as oportunidades de mercado da melhor forma. Gestão está diretamente relacionada com estratégia. Não podem viver separadamente.

E nesse aspecto muitas empresas derrapam – e isso se sobressai em tempos de crise.

Uma empresa que possui toda uma estrutura gerencial de qualidade mas não sabe como proceder para crescer nos próximos anos, corre sérios riscos de sobrevivência.

Este artigo pode ajudar a aprofundar nesta questão: Qual a estratégia da empresa para crescer?

Percebe-se, portanto, que é o conjunto da obra que garante uma empresa bem gerenciada: toda a administração interna mas também a gestão e a estratégia de crescimento no mercado.

Como uma consultoria empresarial pode ajudar na gestão de uma pequena empresa?

Diante dos desafios que uma pequena empresa enfrenta para ser bem gerenciada e ainda crescer e se destacar, uma série de fatores são apresentados como empecilhos para investir na gestão da empresa:

  • Falta de tempo dos sócios e gestores para se dedicar ao assunto;
  • Falta de conhecimento e/ou experiência;
  • Ausência de recursos financeiros para investir;
  • Falta de conhecimento sobre as possibilidades de ação;
  • Entre outros.

É por esses e outros motivos que muitas pequenas empresas compreendem e investem em uma consultoria empresarial. Conseguem assim melhorar os seus resultados em um espaço de tempo menor e com qualidade.

A Intelliplan Consultoria Empresarial atua diretamente com pequenas empresas para ajudá-las a melhorar os seus resultados em gestão, estratégia e mercado.

Quer compreender melhor como funciona o trabalho de uma consultoria empresarial e quais são os benefícios para a sua empresa? Acesse o Kit – Compreendendo a consultoria empresarial.

Compreendendo a consultoria empresarial

Posted by Consultor Intelliplan in Planejamento
Treinamento corporativo via EAD

Treinamento corporativo via EAD

Treinamento corporativo via EADToda empresa deseja ter colaboradores mais produtivos e alinhados com os objetivos organizacionais, não é mesmo? Essas duas características são fundamentais para o sucesso de qualquer negócio e por isso, a importância de investir em treinamento corporativo via EAD (educação a distância) não para de crescer não só no Brasil, como em todo o mundo.

Com o e-learning, o treinamento corporativo consegue atingir um grande número de colaboradores, rompendo fronteiras geográficas, respeitando ritmos de aprendizagem de cada um e, ao mesmo tempo, reduzir custos.

Através da educação a distância, o colaborador faz a autogestão dos seus processos de aprendizado e se torna o principal responsável pelo conhecimento adquirido.

Líderes e colaboradores sentem a necessidade de reciclar seus conhecimentos e se valerem do aprendizado contínuo para melhorarem o tempo que é gasto nas tarefas do dia a dia e assim, conquistarem maiores objetivos.

O treinamento via EAD não surge apenas como um meio para reciclar tais conhecimentos, ele tem diversas funções como redução da taxa de turnover (termo relacionado à taxa de rotatividade de colaboradores em uma empresa), por exemplo.

Realizar um treinamento eficiente pode fazer com que os colaboradores se tornem muito mais capacitados e engajados com a organização, o que irá reduzir o número do “entra e sai” de funcionários e consequentemente, as despesas.

As vantagens encontradas em optar por um treinamento corporativo via EAD são inúmeras. E pensando nisso, iremos lhe mostrar todas essas para que você fique por dentro de tudo agora mesmo.

Vantagens do treinamento corporativo via EAD

  • Melhor relação custo x benefício;
  • Possibilidade de alcançar um público maior de colaboradores, independente da localização geográfica dos mesmos;
  • Permite o acesso em horários flexíveis;
  • Não há necessidade de deslocamento, o que gera economia de tempo e dinheiro;
  • Estímulo do desenvolvimento da auto-aprendizagem;
  • Avaliação com base nas publicações dos alunos e métricas de acesso;
  • Agilidade na atualização dos conteúdos;
  • Melhoria na gestão de processos;
  • Implementação em alta, média ou baixa escala;
  • Possibilidade de fazer uma avaliação e mensuração dos resultados de todos os treinandos;
  • Aumento na geração de valor através da gestão do conhecimento;
  • E muito mais!

Por que investir em um treinamento corporativo via EAD?

Antigamente, no mercado de trabalho, o desenvolvimento profissional não costumava ser muito valorizado, pois as empresas contentavam-se em suprir suas necessidades mais específicas, e a valorização da mão de obra girava em torno da capacidade da realização de tarefas instituídas e da repetição das mesmas.

A ampla capacitação era voltada para os níveis mais restritos da empresa, na tentativa de preparar o superior para ser chefe numa constante que permitisse garantir os processos gerenciais da alta administração da empresa.

O elemento representativo da educação dentro da empresa é o treinamento corporativo, com o intuito de obter a evolução de conhecimento, habilidades, atitudes e competências junto com a atuação do profissional de pedagogia empresarial que trabalha em sintonia com as estratégias da organização.

Com a educação a distância, todos os processos estão sendo facilitados a cada dia que passa, e com isso, os resultados obtidos são ainda mais positivos. Veremos agora as vantagens de fato de se investir em um treinamento corporativo via EAD:

Maior acessibilidade para os colaboradores

O colaborador pode ter acesso ao treinamento até mesmo de casa, pois estará disponível o tempo todo e praticamente em qualquer lugar, basta ter uma conexão com a Internet.

Assim, não é preciso se preocupar com horários ou locais marcados, o colaborador adapta o treinamento corporativo via EAD ao seu ritmo de aprendizagem e no seu tempo.

Redução de custos

As empresas não podem desperdiçar o tempo de seus colaboradores com treinamentos, visto que “tempo é dinheiro”, o colaborador pode fazer seu treinamento em casa ou até na própria sede da empresa, não precisando se deslocar de um local ao outro sem comprometer a produtividade.

O treinamento corporativo via EAD é extremamente mais econômico em relação ao presencial, visto que custos com deslocamento e infraestrutura para treinamentos presenciais são superiores aos virtuais. Os valores do modelo online caem ainda mais quando é considerado o tempo poupado nos treinamentos revertidos em produção.

A economia de tempo e investimento para realizar o treinamento corporativo via EAD é muito atrativo para manter ativa a cultura virtual da empresa. Desse modo, os empregados recebem qualificação contínua, o que beneficia a organização e os profissionais.

Aumento da interatividade

As tecnologias utilizadas em um treinamento corporativo via EAD facilitam a interação entre alunos e tutores por diversas maneiras, como por mensagens eletrônicas, chamadas de vídeo ou áudio.

Nesse sentido, se ganha tempo, economia e praticidade, agregando flexibilidade e dinamismo em todo o treinamento.

Desenvolvimento da auto-aprendizagem

A auto-aprendizagem na educação à distância consiste em obter conhecimento, através de sua própria busca em aprender por meio de leitura, materiais, pesquisas, etc.

A auto-aprendizagem é uma tendência que está ganhando espaço na educação corporativa. Com a rotina inconstante e a velocidade em que passam as informações, aprender sozinho tornou-se agora uma necessidade.

O EAD estimula esta prática desenvolvendo colaboradores mais autodidatas e estimula ainda o auto gerenciamento.

Conclusão

Hoje temos um cenário mais que favorável para a introdução de treinamento corporativo por meio de ensino online, visto que o número de pessoas com acesso à Internet no mundo todo está disparado e cada vez mais elas usam meios virtuais para adquirirem novos conhecimentos e habilidades.

As empresas que já possuem uma cultura tecnológica em desenvolvimento irão chegar facilmente no treinamento corporativo via EAD, levando-as a obtenção de um forte diferencial no mercado.

Independentemente do porte ou segmento de mercado da empresa, desenvolver habilidades e competências nos seus colaboradores, contribuir diretamente com seu crescimento de forma exponencial.

Uma plataforma EAD pode ser um grande aliado na boa prática do treinamento corporativo. Por oferecer diversas possibilidades de aprendizado, uma plataforma online acaba sendo ainda um canal de comunicação eficiente entre empresa e colaborador.

O Edools, por exemplo, oferece uma solução EAD completa e intuitiva, com grande possibilidade de personalização de acordo com as necessidades, ideal para quem deseja implementar de forma simples e eficiente o treinamento corporativo via EAD.

Caso queira conhecer melhor e avaliar todos os recursos e funcionalidades que a Edools oferece, entre em contato conosco!

Até a próxima!

Este guest post foi escrito pela Rafaela Espíndola da equipe de Marketing da Edools.

Compreendendo a consultoria empresarial

Posted by Consultor Intelliplan in Cursos
Consultoria em administração – Crescimento de empresas

Consultoria em administração – Crescimento de empresas

Consultoria em administraçãoTer uma empresa bem administrada é um passo fundamental para o sucesso. E contar com uma consultoria em administração pode significar impulsionar ainda mais o crescimento empresarial.

É importante ter claro que uma consultoria não é destinada apenas para empresas que enfrentam alguma dificuldade crítica; também aquelas empresas, de todos os portes, que desejam melhorar a sua gestão e atuação no mercado, mesmo que já estejam realizando um bom trabalho, podem contar com o auxílio e os benefícios de uma consultoria em administração.

Compreendemos a consultoria empresarial, portanto, não como uma espécie de “socorro médico” que as empresas em situações difíceis necessitam, mas como uma ajuda para melhorar os resultados. Sua empresa deseja melhorar os resultados? Então uma consultoria pode ajudá-la.

Aqui no blog da Intelliplan Consultoria Empresarial você encontrará uma série de artigos que tratam sobre essa temática. Confira algumas sugestões:

Você também pode baixar o Kit – Compreendendo a consultoria empresarial e acessar uma série de artigos que ajudarão a compreender como a consultoria pode ajudar o seu negócio.

A importância de uma boa administração de empresas

O sucesso de uma empresa não está apenas relacionado às condições do mercado e da economia. É perfeitamente possível – e encontramos muitos casos assim – uma empresa atuar em um mercado próspero e em uma economia favorável e ainda assim não conseguir se desenvolver e crescer, mesmo que oferecendo bons produtos e serviços, devido à má administração.

A falta de cuidado com a administração da empresa pode comprometer seriamente o sucesso de uma empresa. Seja por falta de conhecimento ou experiência, por não priorizar o bom planejamento e controle, por não gerenciar seus funcionários, por não possuir uma boa estratégia de mercado, ou por qualquer outro motivo, a ausência de uma administração de qualidade impacta negativamente o negócio.

Em contra partida, uma empresa que possui boas práticas gestão, planejamento atualizado e vivenciado, uma estratégia de crescimento adequada e que acompanha o seu mercado, tende a se destacar.

A busca pelo crescimento e a necessidade de uma boa estrutura

E quando se fala em administração de empresas, não se deve pensar somente no hoje, mas também no futuro. Em que direção sua empresa está caminhando e como ela pretende alcançar seus objetivos?

Toda empresa necessita crescer. Trata-se de uma questão de sobrevivência: o mercado competitivo tende a tornar inexpressivas aquelas empresas que não se desenvolvem e crescem.

E quando falamos de crescimento não nos referimos apenas ao aumento do faturamento. Isso é fundamental, mas há outros fatores que precisam ser cuidados e administrados e que, como consequência, gerarão o crescimento financeiro.
Uma empresa precisa crescer no nível da qualidade da gestão, crescer na qualidade de vida no trabalho, crescer no seu nível de competitividade, crescer e melhorar na oferta de produtos e serviços mais adequados ao mercado atual e futuro, e assim sucessivamente.

Para conhecer mais a fundo a realidade que a sua empresa está enfrentando, recomendamos o Guia Rápido para Diagnóstico Empresarial.

Guia Rápido para Diagnóstico Empresarial

Acontece que para todo esse crescimento ser possível é fundamental que a empresa possua uma boa estrutura administrativa. Daí nasce o reconhecimento de que o investimento na melhoria da administração empresarial é um investimento no próprio crescimento da empresa.

Consultoria em administração de empresas

Diante do grande desafio e importância que é a boa administração empresarial, muitas empresas recorrem com sucesso ao auxílio de consultorias empresariais.

Como dito, o objetivo da consultoria em administração não é ser apenas um socorro emergencial, mas trabalhar em conjunto com o cliente, tendo em vista os seus objetivos, para aprimorar a gestão e melhorar os seus resultados.

No artigo Como funciona uma consultoria empresarial nós abordamos em mais detalhes sobre essa questão.

A opção pela contratação de uma consultoria diz respeito à decisão de trilhar um caminho de aperfeiçoamento da gestão e, como consequência, obter resultados mais satisfatórios com o decorrer do tempo. A consultoria não é, portanto, uma ação de grandes resultados imediatos, mas um processo que torna a empresa mais estruturada e preparada competir no hoje e no futuro.

Empresas de todos os portes e segmentos podem contratar uma consultoria em administração. A Intelliplan Consultoria Empresarial, por exemplo, é especialista em melhorar os resultados de micro, pequenas e médias empresas.

Para ajudar ainda mais, recomendamos a leitura atenta desses dois artigos:

Compreendendo a consultoria empresarial

Para ajudar empresários, administradores e gestores a entender ainda melhor como uma consultoria empresarial pode ajudar os seus negócios, a Intelliplan lançou o Kit – Compreendendo a consultoria empresarial.

Compreendendo a consultoria empresarial

Faça o download e tenha acesso a uma série de artigos focados nessa temática.

Posted by Consultor Intelliplan in Consultoria
Vitrine de loja – 5 dicas para vender mais

Vitrine de loja – 5 dicas para vender mais

Vitrine de lojaA vitrine de loja é uma das melhores e principais maneiras de se fazer propaganda e atrair consumidores no varejo. A relação entre expor e vender é muito próxima, por isso vale a pena investir nesse aspecto do seu negócio.

Por meio dela você convida o seu cliente a entrar em seu estabelecimento, conhecer os produtos mais detalhadamente e realizar negócios. Por vezes ele não conhece o ambiente, mas se interessou por algo que está na vitrine. Aproveite essa oportunidade para conseguir mais um cliente assíduo.

Para uma boa vitrine de loja é preciso levar em consideração tanto aspectos estéticos como mercadológicos. Não basta ficar bonito e visualmente atraente se não atrair os consumidores corretos e gerar negócios; mas também não basta pensar apenas em vender e descuidar da apresentação da vitrine.

Apresentamos aqui 5 dicas de como organizar uma vitrine para a sua loja.

Se quiser compreender melhor como uma consultoria pode ajudar a sua loja a crescer, confira o artigo: Consultoria para lojas – Aprimorar a gestão e a atuação.

Recomendamos também a leitura de artigos sobre o relacionamento com clientes e a geração de negócios. Veja alguns do blog da Intelliplan Consultoria Empresarial:

Cuidado com o espaço

Se o espaço da vitrine for pequeno, não amontoe diversos produtos para apresentar o máximo possível logo na entrada. Quanto mais produtos, mais difícil fica para o consumidor visualizar e analisar as ofertas apresentadas. A poluição visual pode ser tanta que ele desiste de observar.

Agrupe objetos e deixe espaços para “respirar”. Quando o item for maior ele pode ficar mais isolado dos outros. Mas cuidado para não cometer o erro contrário, deixando a vitrine muito vazia.

Vitrine de loja temática

Busque um tema central para criar um cenário para a vitrine da loja. O tema pode ser esporte, datas comemorativas, alguma tendência, entre outros. Você pode ainda ousar e contar uma história mexendo com o imaginário do comprador.

Ao mesmo tempo, é preciso tomar cuidado para não ser apenas “mais um entre tantos”. Em épocas comemorativas (como o dia das mães, por exemplo) muitas lojas preparam sua vitrine com o tema da comemoração, e isso pode causar a sensação para o consumidor de que todas as lojas estão semelhantes demais, a ponto de nada chamar a atenção.

Cuide dos detalhes

Todo dia mude pequenos detalhes para chamar atenção dos pedestres que passam regularmente. O espaço deve estar limpo e a decoração deve ser refeita ao menos uma vez por mês (a frequência ideal pode variar de acordo com o tipo de loja, a localização, o público, entre outros).

São os pequenos detalhes que podem convencer o cliente a entrar na loja e conhecer os produtos e as promoções.

Faça uma vitrine harmônica

Os objetos que tem altura diferente dão sensação de movimento e de ritmo. Os conjuntos devem ser separados por segmentos como masculino, feminino e infantil (ou alguma classificação diferente conforme o tipo da loja). Ao comunicar descontos, faça de maneira chamativa, mas sem poluir nem esconder os produtos. Use as cores a seu favor.

Deixe o espaço cromaticamente harmônico com cores complementares, análogas, tons frios e tons quentes. Aproveite as partes nobres da sua vitrine. Dê maior destaque para os produtos mais demandados, colocando-o no alto e em primeiro plano. Uma boa iluminação também é útil para destacar.

Planejamento e inspiração

Com um planejamento inteligente a sua vitrine atrairá mais compradores. Você pode pensá-la em um papel antes de iniciar a modificação. Caso esteja sem inspiração consulte sites e blogs especializados. O Pinterest e o Instagram são redes sociais que reúnem diversas ideias interessantes, inclusive para vitrine de loja.

É sempre bom lembrar que, na maioria das vezes, a vitrine é o primeiro contato físico da sua loja com o consumidor final. Por isso, cuidar dela com planejamento e realizando bons investimentos é parte fundamental da gestão do negócio.

Aumentando a competitividade do negócio

É certo que a disputa no mercado está cada vez mais acirrada. É fundamental que toda empresa cuide da sua competitividade, a fim de se destacar e gerar novos negócios continuamente.

Para ajudar as pequenas empresas a se tornarem mais competitivas, a Intelliplan Consultoria Empresarial lançou o e-book gratuito: Dicas para uma pequena empresa ser mais competitiva.

Dicas para uma pequena empresa ser mais competitiva

Posted by Consultor Intelliplan in Gestão Comercial
Rotina de trabalho – 4 dicas para gerar mais resultados

Rotina de trabalho – 4 dicas para gerar mais resultados

Rotina de trabalhoDefinir e seguir uma rotina de trabalho é o caminho certo para gerar mais resultados. Por outro lado, a inflexibilidade pode interferir na capacidade criativa e gerar mais insatisfação do que benefícios.

Por isso é necessário o equilíbrio: não ter uma rotina de trabalho impacta diretamente na produtividade profissional, e ser rígido demais impede de visualizar e aproveitar as boas oportunidades.

Como então conciliar rotina e flexibilidade? Seria possível?

O mais importante é cada um conhecer o seu perfil pessoal profissional e também as características do trabalho que deve ser desempenho (há atividades que exigem maior concentração, enquanto outras exigem mais movimentos e possuem uma dinâmica maior).

Vamos nesse artigo tratar sobre a temática das rotinas profissionais e como alcançar melhores resultados.

A importância da rotina de trabalho

É grande o número de pessoas e profissionais que afirmam que o dia deveria ter mais horas disponíveis para ser possível concluir tudo o que é necessário. O que se percebe, porém, é uma grande falta e dificuldade de organização. De fato, em muitas situações ficamos sobrecarregados de atividades, sendo preciso uma dedicação maior para colocar tudo em ordem. Porém, a origem dessa sobrecarga não seria justamente a falta de organização?

A rotina de trabalho visa justamente ajudar nessa organização e controle, e não em criar um esquema rígido que deve ser seguido em todas as situações.

Isso é válido tanto do ponto de vista profissional como empresarial: definir a rotina visa a organização e a boa fluidez das atividades, e com isso ajudar no controle e na medição do desempenho, e não uma forma rígida que impede a liberdade e a criatividade.

Rotina X Flexibilidade

Compreendendo assim que a definição da rotina está relacionada à organização e controle e não a algo rígido e limitado, fica mais fácil compreender o quanto essa deve ser flexível.

A rotina de trabalho deve ter sempre um objetivo a ser atingido. E o objetivo é mais importante do que a rotina, sem que uma coisa elimine a outra.

Ao definir uma rotina para pagar uma conta no banco, por exemplo, o objetivo é que a conta seja paga da melhor forma e no menor tempo possível; se uma rotina foi definida para realizar uma venda, o objetivo é que a venda seja realizada com sucesso; e assim sucessivamente. A flexibilidade surge justamente quando há a necessidade de algum ajuste que, sem perder o alcance do objetivo da rotina, permita atender melhor à situação presente.

Por isso, por um lado, definir uma rotina é fundamental, mas é preciso tolerância e visão de resultados para não se perder da finalidade priorizando os meios utilizados.

Diante disso, vejamos algumas dicas para gerar mais resultados com a rotina de trabalho.

Dica 1 – Planejamento é a palavra-chave

Organização, visão do todo e do futuro, priorização, boa utilização dos recursos disponíveis. Tudo isso é levado em consideração quando se realiza um bom planejamento, e por isso ele é tão importante na definição de rotinas.

Um ritmo de trabalho não deve ser definido apenas olhando para a atividade a ser realizada, mas deve considerar tudo o que está interligado.

É importante dedicar um tempo para estudar o objetivo que uma atividade deve alcançar e quais as melhores alternativas para a sua execução. Antes de agir é preciso planejar.

Dica 2 – Controle o que deve ser realizado e o que já foi realizado

Não basta definir apenas o que e como uma atividade deve ser executada, é preciso certificar-se de que o objetivo foi atingido e se tudo o que era planejado foi de fato concluído.

Na prática, isso significa que não basta ter uma rotina, é fundamental controlar a sua execução.

Uma forma de fazer isso é periodicamente (pode ser diária, semanal ou mensalmente, conforme a característica de cada atividade) analisar tudo o que foi realizado e se a forma como está sendo conduzido está atendendo às expectativas.

Dica 3 – Defina e respeite os momentos de pausa

Também são fundamentais as paradas. Isso mesmo: dentro da rotina é necessário considerar as pausas. Os momentos de pausa não devem ser uma fuga da rotina, mas parte dela, visando a sua boa execução.

A duração e a frequência dessas pausas dependem do tipo de atividade que está sendo desempenhada. Além disso, é importante nesses momentos movimentar o corpo, cuidar da alimentação e se relacionar com outras pessoas.

Tudo isso tende a ajudar no desempenho e na qualidade de vida no trabalho, e não atrapalhar.

Dica 4 – Foco

Fazer muitas atividades simultaneamente, ainda que isso seja possível, gera uma queda no desempenho e na produtividade. Por isso, mantenha o foco: para ter uma boa rotina de trabalho é preciso focar naquilo que deve ser feito.

Uma boa dica é formar um ambiente de trabalho de ajude a manter foco. Também é bastante desconectar de tudo aquilo que possa distrair: redes sociais, aplicativos no celular, e-mail, telefone.

Sabemos que o mundo de hoje é hiperconectado, mas não há mal algum em se desconectar por algum tempo. Isso ajudará a gerar melhores resultados no trabalho.

Empresa organizada é mais competitiva

Ter boas rotinas de trabalho deve ser, portanto, uma preocupação de toda empresa. Toda empresa que possui os processos de trabalho bem definidos e os utilizam da melhor forma tendem a ter um resultado melhor. Além disso, uma empresa organizada é uma empresa com um maior índica de competitividade.

Quer tornar sua empresa mais competitiva? Confira o e-book: Dicas para uma pequena empresa ser mais competitiva.

Dicas para uma pequena empresa ser mais competitiva

Conheça ainda a área de Estruturação e Organização da Intelliplan Consultoria Empresarial, especializada na definição de rotinas de trabalhos com maior desempenho.

Posted by Consultor Intelliplan in Planejamento
Administração Financeira – A importância para as empresas

Administração Financeira – A importância para as empresas

Administração financeiraA administração financeira deve ocupar uma condição de destaque e prioridade nas empresas. Assim como as empresas podem caminhar mais intensamente para o sucesso com uma boa administração financeira, a ausência e má execução dessa atividade pode representar a decadência de um negócio.

Essencialmente falando, trata-se de uma atividade que lida com a administração das finanças de uma empresa ou organização, visando planejá-las, controlá-las e utilizá-las para obter o melhor resultado possível para o negócio.

A administração financeira empresarial está diretamente relacionada, portanto, à maneira como uma empresa lida com suas finanças e os resultados e benefícios que consegue obter através do seu manuseio.

Vamos nesse artigo explorar algumas questões sobre a importância e ação dessa disciplina dentro das empresas.

Dentro dessa mesma temática, você pode aprofundar o seu conhecimento através dos artigos do blog da Intelliplan Consultoria Empresarial:

A importância da administração financeira

Há alguns preceitos básicos que todas as pessoas e empresas conhecem:

  • Não se deve gastar mais do que as próprias receitas;
  • Não ter as informações corretas pode levar a tomada de decisões precitadas e errôneas;
  • É preciso investir para crescer, mas investir corretamente;
  • Entre outros.

Podemos, por um lado, afirmar que essas são questões básicas de uma boa gestão financeira, seja pessoal ou empresarial. Ainda assim, por outro lado, muitas são as pessoas e empresas que descuidam dessas atividades, que são o coração da administração financeira.

É por isso que uma boa gestão financeira está relacionada não somente às situações presentes, mas também e principalmente à situação futura da empresa.

É papel dos administradores financeiros, em primeiro lugar, ter conhecimento – isto é, possuir o registro – de toda movimentação financeira da empresa; então, com essas informações, tomar as melhores decisões, ou fornecer relatórios para que outros decidam, que favoreçam o crescimento da empresa.

O princípio de tudo está, portanto, no registro de todas as informações financeiras e atualização desses dados. Sem isso não será possível uma boa administração. Sua empresa tem cumprido bem essa etapa? O que pode ser melhorado?

Essas informações registradas permitirão, além da tomada de decisões, acompanhar o desempenho da empresa através de indicadores. Ainda que os indicadores financeiros não sejam os únicos que demonstrem se uma empresa está alcançando os seus objetivos, eles têm um grande peso nessa análise.
Para entender melhor esse assunto, confira esses 2 artigos:

Outro fator que torna fundamental a boa administração financeira diz respeito à estratégia empresarial. Toda empresa necessita de uma estratégia para crescer e se desenvolver; mas como seria possível desenvolver uma estratégia consistente e realista sem dados confiáveis sobre a situação financeira da empresa?

Cabe ainda aos administradores financeiros a tomada de decisões que podem direcionar o negócio para o sucesso. Os três tipos principais de decisões financeiras são:

  1. Destinação do lucro líquido;
  2. Investimentos;
  3. Financiamento.

Assim, considerando que em toda a empresa há movimentação financeira (é possível identificar tais movimentações no departamento de compras, recursos humanos, produção, logística, e em tantos outros), é também essencial que o gestor financeiro esteja integrado com todas as empresas e seja alimentado das informações relevantes.

A realidade em micro e pequenas empresas

Quando tratamos de micro e pequenas empresas, é sabido que a realidade por elas vivida não permite, na maioria dos casos, ter um administrador destinado apenas às finanças. Além disso, são poucas aquelas empresas onde se pode encontrar sócios ou funcionários especialistas em finanças.

Justamente pela falta de conhecimento e experiência, e por um foco grande na área produtiva e comercial, muitas empresas desses portes acabam por não cuidar devidamente da gestão financeira, o que traz malefícios com o decorrer do tempo, e até mesmo impede o crescimento tão desejado.

Nessas empresas pode ser um divisor de águas, permitindo impulsionar o seu crescimento, contar com um auxílio externo para regularizar e aperfeiçoar a administração financeira. Uma das opções é a contratação de uma consultoria empresarial especialista em micro e pequenas empresas.

Ferramentas para administração financeira

Obviamente, todo esse trabalho pode ser melhor realizado com as ferramentas corretas e atuais. Infelizmente, ainda há um grande número de empresas resistentes à adoção de sistemas e ferramentas que auxiliam na administração. Há ainda aquelas que, apesar já possuírem alguma planilha ou sistema, pouco exploram das funcionalidades disponíveis, e se restringem mais às funções operacionais (como registrar as entradas e saídas).

Além das já consagradas planilhas eletrônicas que auxiliam na gestão financeira, há sistemas e softwares acessíveis para empresas de todos os portes.

Para as empresas que preferem as planilhas eletrônicas, é possível encontrar modelos gratuitos disponíveis na internet dos mais variados tipos:

  • Fluxo de caixa;
  • Movimentação financeira;
  • Controle de inadimplência;
  • Planejamento financeiro;
  • Custos de funcionários;
  • Contas a pagar e a receber;
  • Entre outras.

Já as empresas que desejam uma solução mais completa e robusta, que além de ajudar no controle das informações ofereça relatórios e ferramentas para a tomada de decisões estratégicas, é um bom caminho a contratação de um software de gestão financeira (ou mesmo um ERP – Enterprise Resources Planning).
Nós tratamos sobre esse assunto aqui no blog da Intelliplan Consultoria Empresarial no artigo Por que uma pequena empresa deve investir em um sistema de gestão financeira. Aproveite para ler.

Planejamento financeiro

Uma das atividades mais importantes quando se fala em administração de finanças é o planejamento financeiro. Fundamental para toda empresa, é esse planejamento que deve guiar as ações da empresa e ajudar no controle da movimentação financeira.

Para ajudar as empresas no desenvolvimento desse planejamento, a Intelliplan disponibiliza a Planilha de Planejamento Financeiro Anual. O download é gratuito e ela oferece um bom caminho para preparar o futuro da empresa.

Como uma consultoria empresarial pode ajudar

Reconhecendo a importância de uma boa administração financeira, como fazer quando uma empresa não possui as competências para realizá-la?

É sempre válido que os profissionais destinados a essa atividade busquem o aperfeiçoamento profissional através de cursos e treinamentos (além da experiência prática). Porém, é também válido contar com o auxílio de uma consultoria empresarial para ajudar a organizar as finanças, traçar um bom planejamento e auxiliar no alcance dos objetivos organizacionais.

Para ajudar as empresas e gestores a entender como funciona o trabalho de uma consultoria empresarial e quais benefícios podem ser esperados, a Intelliplan Consultoria Empresarial lançou o Kit – Compreendendo a Consultoria Empresarial.

O material inclui uma série de artigos sobre o assunto e pode ser acessado sem custo. Aproveite!

Compreendendo a consultoria empresarial

Posted by Consultor Intelliplan in Gestão Financeira
Estratégia organizacional – Planejando e estruturando o crescimento

Estratégia organizacional – Planejando e estruturando o crescimento

Estratégia organizacionalPossuir uma estratégia organizacional, mantê-la atualizada e revisada e vivê-la no dia-a-dia deveriam estar no topo da lista de ações de uma empresa. Na verdade, deveria ser a estratégia organizacional aquela que definiria o que deve e o que não deve ser feito, quando deve ser realizado e de que forma.

Portanto, estamos falando aqui daquela estratégia maior que contém os estudos realizados pela empresa, os objetivos claramente definidos e os caminhos que devem ser seguidos para alcançar aquilo que é almejado. Obviamente, não se trata de algo estático, como um documento escrito em algum momento da história e que mesmo diante das mudanças não sofreu qualquer revisão ou releitura.

São 3 perguntas que norteiam toda essa questão:

  1. Quais são os objetivos que sua empresa pretende alcançar?
  2. Como esses objetivos serão alcançados?
  3. Como sua empresa está executando o planejado e quais têm sido os resultados obtidos?

Ter essas respostas e mantê-las atualizadas é fundamental para o sucesso de toda empresa.

Vamos nesse artigo tratar sobre a importância da estratégia organizacional e como extrair benefícios dela.

Você ainda pode conferir outros artigos no blog da Intelliplan Consultoria Empresarial que abordam a mesma temática:

Estratégia organizacional

Enxergar a empresa e o mercado como um todo. Eis o requisito básico para elaborar uma estratégia empresarial. Não basta olhar apenas para dentro da empresa, tampouco olhar somente para fora dela. Também não é interessante olhar apenas para uma parte da empresa ou uma parte do mercado, é preciso enxergá-los e analisá-los por inteiro.

Por outro lado, essa visão do todo não pode ser ampla demais a ponto de não perceber os detalhes, os gargalos, os riscos e as oportunidades que estão presentes nas pequenas situações.

Daí a importância da estratégia organizacional: ela permite à empresa, em primeiro lugar, formar um conhecimento aprofundado e amplo sobre o seu próprio negócio e sobre o mercado; a partir desse conhecimento e tendo em vista aquilo que se espera alcançar (ou seja, os objetivos organizacionais), elabora-se uma estratégia, um meio, um caminho para alcançá-los.

Uma empresa que caminha sem uma estratégia é como alguém que caminha sem rumo. Ainda que esse alguém deseje sempre estar seguro, ter como se sustentar e continuamente aprender e crescer, ele não sabe bem o que deve fazer para isso acontecer e muito menos se, de fato, terá tudo o que deseja.

Falamos aqui da estratégia maior, que contempla o todo da empresa, que a guia na direção correta. Dentro dela – ou a partir dela – estarão as estratégias mais específicas (e estas estão sempre mais sujeitas à mudanças e adaptações).

Cabe então começar a perguntar: qual a estratégia da sua empresa? Segui-la levará ao objetivo desejado?

Os objetivos organizacionais

Saber onde e como a empresa quer estar nos próximos anos é a questão fundamental. Sem isso não há como planejar. Porém, muitos derrapam quando o assunto é definir os objetivos e, por isso, a estratégia acaba por não ser bem elaborada.

Apenas afirmar que a empresa quer crescer não é definir um objetivo. Também não vale dizer que a empresa quer ser a maior ou a melhor em determinadas condições, pois é muito vago.

De maneira geral, todo objetivo organizacional deve ser:

  1. Realista: definir um objetivo que não pode ser alcançado, seja por exagero ou impossibilidade, não pode ser considerado um bom objetivo.
  2. Mensurável: todo objetivo deve ter condições de ser medido e acompanhado. Do contrário, como saber se ele está sendo alcançado (e não apenas se já o foi)?
  3. Motivador: não basta ser realista e mensurável, é preciso motivar aqueles que trabalharão. Definir que uma empresa deve crescer 0,1% em faturamento de um ano para o outro pode ser realista e mensurável, mas não é nem um pouco motivador, pois não há desafios, não há grandes conquistas, não há necessidade de esforço maior.

Além disso, é importante notar que os objetivos não devem ser definidos apenas com base na opinião ou desejo. É preciso analisar o mercado, conhecer a fundo a sua empresa (conheça o Guia Rápido para Diagnóstico Empresarial) e com base em análises e números, traçar objetivos que coerentes.

É preciso, portanto, todo cuidado na definição dos objetivos. Como se pode perceber, o erro de muitas estratégias não está na estratégia em si (ou seja, no “como será alcançado”), mas no objetivo mal definido (“aquilo que se espera alcançar”).

A importância de possuir uma estratégia fundamentada e revisada

Da mesma forma como falamos sobre os objetivos, podemos dizer quanto à estratégia em si: esta precisa ser fruto de estudos, análises e decisões bem fundamentadas, e não de opiniões baseadas em conhecimentos desatualizados.

Uma estratégia precisa ter fundamento, e um fundamento baseado em dados, em informações úteis e atuais. Também precisa ser continuamente revisada: se há o trabalho inicial de desenvolver a estratégia organizacional, também deve existir, em vista dos benefícios que serão obtidos, a revisão contínua da estratégia para garantir que ela será sempre uma boa guia.

Essas revisões demandam, por vezes, novos estudos do mercado e uma nova análise da situação da empresa. Daí surge a oportunidade de ir além: realizar um monitoramento do mercado, e não apenas estudos pontuais.

Razões para monitorar o mercado

Ajuda com a estratégia organizacional

No artigo Consultoria de planejamento estratégico – Ajuda precisa nós tratamos sobre 2 aspectos relacionados à estratégia:

  1. A importância que tem para uma empresa;
  2. O esforço necessário para desenvolvê-la.

Ou seja, se por lado é fundamental para uma empresa que possua uma boa estratégia desenvolvida e executada, por outro o desenvolvimento de uma estratégia de qualidade demanda esforço, conhecimento e experiência.

Por isso, recorrer ao auxílio de consultores especializados e com experiência no desenvolvimento de estratégias pode ser o caminho mais rápido e barato para ter uma estratégia de qualidade.

Aqui na Intelliplan Consultoria Empresarial mantemos uma área de Estratégia Empresarial focada no desenvolvimento de estratégias para micro, pequenas e médias empresas. Acesse e conheça!

Compreendendo a consultoria empresarial

Caso deseje compreender melhor como uma consultoria empresarial pode ajudar uma empresa e o que deve ser considerado e analisado antes de contratá-la, recomendamos que acesse o Kit: Compreendendo a consultoria empresarial.

Compreendendo a Consultoria Empresarial

O material é gratuito e completo e pode ser acessado clicando na imagem acima.

Aproveite para conhecer mais sobre a Intelliplan Consultoria Empresarial. Somos especialistas em melhorar os resultados de micro, pequenas e médias empresas.

Posted by Consultor Intelliplan in Estratégia Empresarial
Qualidade na prestação de serviços – Cuidados e oportunidades

Qualidade na prestação de serviços – Cuidados e oportunidades

Qualidade na prestação de serviçosO cuidado com a qualidade na prestação de serviços pode ser determinante para o sucesso de uma empresa. Isso porque falar de prestação de serviços é falar de resultados: aquilo que é prometido será avaliado pelo consumidor junto com a sua experiência vivida com a empresa, e definirá se o serviço é de qualidade e se a empresa merece ser recomendada.

É importante notar que cada vez mais há um misto na oferta de produtos e serviços. Se antes havia uma separação mais clara entre as empresas que só produziam e vendiam produtos daquelas que prestavam apenas serviços, agora é comum encontrar empresas que oferecem ambos. Em muitos casos, por exemplo, a empresa que vendia um produto não era a mesma que realizava a manutenção; hoje é fácil encontrar empresas que lidam tanto com o produto tangível quanto com o serviço intangível.

Vamos nesse artigo explorar os cuidados necessários na prestação de serviços e as oportunidades existentes para as empresas que oferecem soluções de qualidade.

A questão da qualidade

A preocupação com a qualidade não é nova. Com o decorrer dos anos, tanto as empresas passaram se preocupar mais com a qualidade para se diferenciar (também por exigência do mercado) como os consumidores começaram a dar mais atenção a esse fator. E com isso o que se considera como “qualidade” foi evoluindo com o tempo.

Atualmente compreende-se “qualidade” de uma forma mais ampla, e não apenas relacionado ao produto ou serviço em si. Na prática, isso significa que não basta uma empresa ofertar um serviço de qualidade – isto é, que atinge com satisfação aquilo que foi prometido e que era esperado pelo consumidor – se a experiência do cliente como um todo não for satisfatória (para saber mais sobre esse assunto, acesse o artigo: Clientes satisfeitos – A importância e como garantir a satisfação).

Assim, a qualidade foi ganhando espaço e se expandindo para o conjunto da empresa como um todo: atendimento, vendas, pós-vendas, suporte, organização, e tudo o mais que a constitui e com a qual o consumidor tem contato, ainda que indiretamente.

A questão da qualidade ganha (e assim deve ser) uma importância estratégica, e não apenas operacional. Empresas que proporcionam ao consumir uma boa experiência tanto no que diz respeito ao serviço prestado quanto ao relacionamento empresa-consumidor tendem a ter resultados melhores.

Por isso cabe perguntar: qual a importância que sua empresa dá para a qualidade? Ela é vista apenas do ponto de vista do produto ou serviço ou vai além e integra todo o negócio?

Qualidade na prestação de serviços

Diante desse contexto mais amplo, é preciso enxergar a qualidade na prestação de serviços além do serviço propriamente dito.

Todo serviço prestado (e, por isso, adquirido pelo consumidor) tem origem e finalidade na demanda do consumidor. Dito de outra forma, um consumidor, seja ela uma pessoa física ou jurídica, contrata a prestação de serviços pois está enfrentando alguma dificuldade e/ou deseja alcançar algum objetivo, e o prestador de serviço entrega, portanto, uma solução. Essa solução se caracteriza por um serviço, que é intangível.

Pensar na qualidade na prestação de serviços é pensar em como a demanda do consumidor está sendo atendida. E isso, com certeza, pode representar um diferencial competitivo para a empresa prestadora de serviços.

É importante notar que a eficiência de um serviço está diretamente ligada à qualidade pessoal daquele que o oferece. Se podemos afirmar, sem dúvidas, que as pessoas são o grande motor de uma organização e que toda empresa demanda profissionais competentes e qualificados, independente do porte, setor de atuação, tipo de produto ou serviço oferecido, podemos também afirmar que a prestação de serviço se caracteriza ainda mais pela ação direta dos profissionais na execução do serviço em si. Isso significa que a qualidade na prestação de serviços está diretamente ligada à competência das profissionais envolvidos.

A qualidade relacionada à gestão

É importante notar, portanto, que a qualidade está diretamente relacionada à gestão da empresa. Um negócio bem gerenciado, com processos definidos, com uma boa gestão de pessoas, e com uma estrutura adequada, alcança um nível de qualidade superior.

Muitas empresas oferecem um serviço de qualidade inferior não devido ao serviço propriamente dito, mas por falhas na gestão empresarial. Como exemplo poderíamos citar um profissional muito competente tecnicamente no serviço que realiza, mas que encontra dificuldades em administrar; com o aumento do volume de trabalho, por exemplo, o seu nível de qualidade na prestação do serviço pode diminuir por não conseguir conciliar todas as atividades e se ver envolvido demais em questões administrativas.

Como está a gestão do seu negócio? Para ajudar empresários, empreendedores e gestores a compreender melhor a situação da própria empresa, a Intelliplan Consultoria Empresarial lançou o e-book: Guia Rápido para Diagnóstico Empresarial. O material é gratuito e completo.

Guia Rápido para Diagnóstico Empresarial

Com essa visão, podemos afirmar que é possível melhorar a qualidade de um serviço administrando melhor.

Alguns artigos no blog da Intelliplan podem ajudar a aprofundar essa questão:

A qualidade e o desempenho no mercado

O fator mais nítido para todos, quando se fala na qualidade na prestação de serviços, é o desempenho no mercado. Uma empresa que possui qualidade tende a se destacar positivamente no mercado. É justamente por isso que muitas empresas se preocupam com a qualidade apenas quando percebem que não estão alcançando o resultado almejado na sua atuação mercadológica.

Em resumo, podemos dizer que estamos tratando aqui sobre a competitividade empresarial.

Seja um prestador de serviços individual ou uma empresa com muitos funcionários, sempre haverá a concorrência. E se existem os concorrentes, é porque disputam o mesmo espaço e consumidores. E se há essa disputa, é motivado pela busca dos consumidores por soluções.

Assim, o fator qualidade será avaliado não somente considerando a sua empresa e o seu serviço, mas em comparação às outras empresas, aos outros serviços e às outras experiências vivencias por tantos consumidores.

Daí a importância de conhecer profundamente os concorrentes e os consumidores. A qualidade na oferta do seu serviço pode dar um salto quando as falhas dos concorrentes são conhecidas e quando as necessidades e características dos consumidores são do seu conhecimento. Além, claro, de possuir uma boa estratégia de mercado.

Para aprofundar nesse assunto, confira estes artigos:

Como uma consultoria empresarial pode ajudar a melhorar a qualidade

Sabendo, portanto, que a qualidade não está relacionada apenas ao serviço em si, mas também à gestão empresarial e à atuação mercadológica, como cuidar dessas questões? Um bom caminho pode ser recorrer a uma consultoria empresarial.

Se você desejar compreender melhor como se dá o trabalho de uma consultoria empresarial e como ela pode ajudar a sua empresa, acesse o Kit: Compreendendo a Consultoria Empresarial.

Compreendendo a Consultoria Empresarial

Posted by Consultor Intelliplan in Estratégia Empresarial