como elaborar um plano de negócio

5 dicas para um bom plano de negócio

5 dicas para um bom plano de negócio

dicas-plano-de-negocioUma vez compreendida a importância de elaborar um plano de negócio, é preciso começar a desenvolvê-lo. Todo plano de negócio demanda esforço e dedicação, e pode colaborar para o sucesso do empreendimento. Porém, estar atento a alguns fatores pode ser determinante tirar um bom proveito desse planejamento.

Confira nesse artigo 5 dicas para elaborar um bom plano de negócio.

Material complementar

Para auxiliar neste trabalho, a Intelliplan Consultoria Empresarial desenvolveu o guia Como elaborar um plano de negócio. Um material gratuito e completo para ajudar empreendedores que querem começar bem.

Faça o download!

1- Não tenha pressa. Priorize a qualidade.

É preciso compreender que o desenvolvimento de um plano de negócio é peça fundamental para o sucesso, e não uma atividade dispensável e sem importância. O tempo gasto nessa tarefa não é à toa. Por isso, não tenha pressa. Não queira apenas concluir o plano de negócio, mas queira fazê-lo com qualidade.

O planejamento do negócio é um momento de coleta e análise de informações e de tomada de decisões. Quando essas informações são coletadas e analisadas de maneira superficial, também as decisões serão mais vulneráveis.

Muitos empreendedores, com o desejo de finalizarem logo essa etapa, se satisfazem com pesquisas incompletas, análises sem profundidade e, com isso, tomam decisões precipitadas.
É preciso compreender que o plano de negócio não cuida apenas do futuro distante do seu negócio – esse é um engano comum – mas trata de tudo aquilo que será feito desde já para que no futuro se alcance o objetivo almejado.

2- Fontes confiáveis de informações.

Se, por um lado, coletar e analisar informações insuficientes pode gerar decisões erradas, por outro o uso de informações não confiáveis pode submeter a empresa a riscos ainda maiores. Principalmente quando se refere ao futuro, como as tendências de mercado, é preciso um cuidado considerável ao acolher aquilo que é indicado como certeza.

É importante selecionar bem as fontes de notícias, publicações e estudos que serão utilizados no plano de negócio. Prefira fontes renomadas, de confiança conhecida e comum, que tenham compromisso em confirmar a veracidade das informações antes de divulgá-las.
Produzir e divulgar conteúdo na internet se tornou muito fácil. Por isso, estabelecer um bom filtro com critérios adequados é fundamental.

Se você possui dificuldades ou dúvidas para realizar essa pesquisa e análise, procure uma empresa que ofereça esse serviço. É preferível investir nesse momento de planejamento e ter um retorno financeiro maior no futuro do que negligenciar os riscos envolvidos em uma decisão sem bons e comprovados fundamentos.

3- Se necessário, peça ajuda.

A escolha de bons parceiros e fornecedores para o negócio se faz desde a elaboração do plano de negócio.

É preciso ter consciência de que não podemos fazer tudo, o tempo todo e com o máximo de qualidade. Manter todas as atividades centralizadas dentro da empresa e utilizar somente dos recursos que ela dispõe para realizá-las pode ter um custo muito alto que muitos empreendedores não consideram.
Ao analisar a relação custo-benefício para se contratar um fornecedor, deve ser considerado não apenas valores financeiros, mas também a qualidade final do trabalho, o tempo que será economizado e as oportunidades que virão acopladas.

O empreendedor não pode abdicar de participar do desenvolvimento do plano de negócio, mas isso não significa que ele tenha que fazer tudo sozinho. Um plano de negócio abrange muitas áreas: financeiro, logística, marketing, comercial, pessoas, processos, produção, entre outras. Ter o auxílio de profissionais que tenham um maior conhecimento e experiências nessas áreas pode representar um grande retorno sobre o investimento e ainda a obtenção de conhecimentos que o empreendedor não possuía, e que, portanto, colocaria em risco a tomada de decisões.

Uma opção é contratar uma consultoria empresarial que possua conhecimento e experiência neste tipo de trabalho.

dicas-plano-negocio

4- Certifique-se sobre o que está por vir.

Muitos empreendedores decidem por começar um novo negócio ou oferecer um novo produto ou serviço devido a uma oportunidade atual do mercado; ou, ainda, por uma perspectiva de demanda futura. Surgem aqui duas perguntas, dependendo do contexto: a demanda atual prevalecerá no futuro? A perspectiva de demanda futura realmente se realizará e na intensidade adequada?

Em outras palavras, essa etapa do planejamento é o momento ideal para trazer mais segurança àquilo que poderia ser considerado apenas uma ideia, um conceito ou uma expectativa. Buscar informações que confirmem aquilo que se espera – ou ao menos que aumentem a probabilidade – é essencial.

Mas é necessário também identificar o que está por vir que pode afetar o negócio em termos de legislação, tecnologia, comportamento do consumidor, etc. Tudo está mudando muito rápido e todos os dias nos deparamos com novidades. Quais novidades podem impactar o seu negócio? Qual ação tomar caso se concretize?

5- Revise, revise e revise o plano de negócio.

O plano de negócio é como um quebra-cabeça: conforme vamos descobrindo e encaixando as peças, descobrimos a figura que irá formar. Por vezes, a concepção que se tinha do negócio no início do desenvolvimento é totalmente ou parcialmente diferente daquela que se encontra ao término do trabalho. Isso porque no decorrer da coleta de informações, das análises e das tomadas de decisões, reflexões podem ser refeitas e o rumo ser alterado, devido à oportunidades e ameaças percebidas.
Por isso, é fundamental sempre revisar o plano de negócio. E essa revisão ocorre em dois momentos:

  1. Durante o desenvolvimento;
  2. Durante a execução.

Dito de outra forma: enquanto as informações são coletadas e analisadas durante o desenvolvimento do plano de negócio, pode ser necessário revisar itens que já haviam sido decididos; e após a conclusão do plano, o mundo continuará sofrendo suas mudanças e o negócio precisará se adaptar, e para isso é preciso revisar o plano de negócio, para que sempre seja ele um guia para alcançar o objetivo traçado.

—————

Conheça o guia Como elaborar um plano de negócio.

Quer ajuda para desenvolver o seu planejamento? Veja os serviços da Intelliplan Consultoria Empresarial.

Posted by Consultor Intelliplan in Planejamento
A importância de um plano de negócio

A importância de um plano de negócio

Plano De NegócioNão é nenhuma novidade que é de grande importância elaborar um plano de negócio para todo novo negócio. Mais do que isso: que todo tipo de negócio (empresa, produto, serviço, etc.), seja novo ou já existente, necessita de um bom plano de negócios. Mas então fica a dúvida: qual a real importância de um plano de negócio? Ele realmente faz diferença na construção e na condução do negócio ou é apenas uma boa prática que pode ser deixada de lado?

Uma simples analogia pode nos ajudar. Imagine que você tem o sonho de realizar algo grandioso e acredita realmente que ele pode ser importante não só para você mas também para outras pessoas. Não é preciso muita coisa para torná-lo realidade – assim você imagina – basta anotar essa ideia no papel para não perdê-la e seguir o caminho óbvio para torná-la real: desenvolver o produto ou serviço, apresentá-lo ao mercado e vender para os clientes que aparecerão. E conforme o dinheiro entrar, você estrutura melhor seu projeto e expande sua atuação. Simples, não?

O problema desse raciocínio é pensar que “basta não errar e tudo dará certo”. Ou seja, é ignorar o fato de que, para um projeto dar certo, também é preciso dar os passos certos, e não apenas “não errar”. E nesse momento surge o plano de negócio.

A importância de um plano de negócio se mostra justamente no objetivo de acertar, e não apenas de não errar. O plano de negócio é esse trabalho de pesquisar, analisar, decidir e planejar visando aumentar as chances de sucesso.

Esforço necessário e recompensado

É bastante comum encontrar empreendedores focados em desenvolver o melhor produto ou serviço e que enxergam o planejamento como perda de tempo ou como “falta de foco no que realmente importa” (veja nesse artigo 4 sinais de que está na hora de investir em planejamento).
Quando, porém, o produto ou serviço é concluído do ponto de vista funcional, de design, tecnológico e técnico, por vezes se depara com a dificuldade de comercializá-lo.

O plano de negócio é importante pois de antemão você pode compreender o mercado, com suas exigências, demandas e características, e com isso estruturar o produto ou serviço e o próprio negócio para aquilo que é a realidade atual e a tendência mercadológica e da sociedade. Não cumprir essa etapa do processo é como passar meses ou anos trabalhando em um produto e, quando o termina, descobre que o governo acabou de aprovar uma lei que proíbe determinado componente que você utilizou e que é fundamental para o funcionamento. Acontece, porém, que a lei já tramitava há anos e já era previsto que fosse aprovada tão logo; mas com tanto foco para “dentro da caixa”, não houve disposição e esforço para olhar para “fora da caixa”, isto é, para o que estava acontecendo além do seu projeto.

O plano de negócio não deve ser, portanto, um trabalho a mais, mas uma peça fundamental no processo de desenvolvimento do negócio e que, de certo, trará as suas recompensas, uma vez que você trabalhará antecipadamente em situações e decisões que poderão impactar o seu empreendimento.

Plano de negócio bem elaborado

Se por um lado é de suma importância elaborar um plano de negócio, por outro ele não pode ser elaborado de qualquer forma, apenas para cumprir essa etapa do processo. Se um plano de negócio significa pesquisas, análises e decisões que impactam no empreendimento, realizar essas atividades sem qualidade pode comprometer o sucesso do negócio. Tão pior do que não tomar uma decisão pode ser tomar a decisão errada.

Nesse momento cabe o questionamento: você está preparado para elaborar o plano de negócio? Possui os conhecimentos e as experiências necessárias?

Além dos muitos materiais disponíveis na internet para auxiliar no aprendizado e elaboração de planos de negócios, sua empresa pode contratar consultorias especializadas na elaboração de planos de negócios, como é o caso da Intelliplan Consultoria Empresarial.

Portanto, dois pontos são importantes:

  1. Não deixar de elaborar um plano de negócio, pois é ele quem dará uma visão mais clara do mercado e nele serão tomadas decisões que apontarão para o sucesso do seu negócio;
  2. Elaborar um plano de negócio com qualidade, isto é, suportado por metodologias, informações, conhecimentos e experiência.

Guia gratuito para elaborar um plano de negócio

A Intelliplan Consultoria Empresarial desenvolveu um material exclusivo para ajudar aqueles que querem desenvolver um plano de negócios. Nele, propomos uma estrutura fundamental para o plano de negócio e uma série de perguntas que vão orientar o seu desenvolvimento.

Aproveite! Faça o download gratuito desse material: Como elaborar um plano de negócio.

Como elaborar um plano de negócio

Material gratuito – Como elaborar um plano de negócio

Precisa de ajuda para elaborar um plano de negócio?

A Intelliplan Consultoria Empresarial é especialista em atender micro, pequenas e médias empresas e também empreendedores que querem iniciar o seu negócio. Conheça os nossos serviços ou entre em conosco conosco.

Posted by Consultor Intelliplan in Planejamento