planejamento estratégico

Planejamento estratégico na pequena empresa

Planejamento estratégico na pequena empresa

O planejamento estratégico na pequena empresa deve ter a mesma relevância que uma grande empresa dá a essa atividade.

Ter um planejamento estratégico para o crescimento e o desenvolvimento de uma pequena empresa não é um luxo ou algo secundário, mas uma necessidade básica justamente devido à fragilidade da empresa.

Vamos nesse artigo entender um pouco mais sobre essa realidade.

Caso você queira aprofundar nessa temática, confira estes outros artigos do blog da Intelliplan Consultoria Empresarial:

Planejamento estratégico e a realidade da pequena empresa

Uma pequena empresa (e também as micro empresas) enfrenta desafios próprios do seu porte e contexto: os recursos financeiros são limitados, investimentos são necessários para crescer, a competição assusta a sobrevivência do negócio, os funcionários por vezes não tem o melhor preparo, entre outros.

Ao mesmo tempo, há também oportunidades que podem e devem ser exploradas, e a principal delas é o fato de que, sendo uma pequena empresa, há muito espaço para crescer – um crescimento que deve ser estruturado.

É justamente dessas duas realidades – os desafios sempre presentes e as oportunidades de crescimento – que nascem a necessidade de um ótimo planejamento estratégico.

Sem um planejamento torna-se ainda mais difícil enfrentar os desafios do dia-a-dia. E sem um planejamento, o crescimento – se ele ocorrer – torna-se desnorteado e pode até fazer mal à empresa (sim, há situações em que o crescimento de uma empresa pode mais atrapalhar do que ajudar).

É preciso, portanto, que os pequenos empresários e os gestores e líderes dessas empresas tomem consciência da necessidade e da importância de desenvolver e seguir um planejamento estratégico. Muitos sequer cogitam essa possibilidade.

Investir tempo e recursos no desenvolvimento de um planejamento estratégico na pequena empresa é investir no próprio crescimento e aprimoramento.

Se os desafios se fazem presentes na gestão e na operação do negócio, o planejamento estratégico deve colaborar para a melhor condução da empresa; se o objetivo da empresa é crescer e alcançar melhores resultados, é também o planejamento estratégico que deve guiar a empresa.

Benefícios do planejamento estratégico para a pequena empresa

Podemos dividir os benefícios do planejamento estratégico em dois momentos: a elaboração e a execução.

Durante o processo de elaboração do planejamento estratégico há benefícios quase impagáveis para o empresário e os profissionais da empresa: todo o negócio é repensado, as decisões são reavaliadas e os caminhos que foram seguidos são analisados. E tudo isso conduz a um aprimoramento do negócio, à decisões melhor fundamentadas e a um caminho mais claro e realista para seguir.

Elaborar um planejamento estratégico exige, portanto, disponibilidade para mudanças e para melhorias.

Além disso, durante o desenvolvimento do planejamento estratégico – quando bem realizado – há um aprendizado intenso sobre gestão e sobre o mercado. São aprendizados que se tornarão, posteriormente, facilitadores para a condução da empresa.

E, obviamente, um planejamento não é feito para ficar no papel.

Ao colocar em prática o planejamento estratégico, executando aquilo que foi definido, traz à empresa maior segurança nas suas decisões e ações, coloca todos os colaboradores na mesma direção e elimina ou reduz a impulsividade que pode gerar resultados desastrosos.

E claro, esse planejamento pode e deve ser revisado periodicamente. Planejar não significa prever o futuro e definir tudo antecipadamente.

Como começar o planejamento estratégico?

Desenvolver um bom planejamento estratégico exige determinadas competências e conhecimentos.

Por isso, para aquelas empresas que for possível, recomendamos contar o auxílio de uma consultoria especializada em estratégia empresarial.

Mais do que contratar um serviço de desenvolvimento de um planejamento estratégico, trata-se aqui de contar com a experiência e o conhecimento de consultores e analistas para auxiliar nesse momento importante da empresa.

O trabalho da consultoria não substituirá o envolvimento dos sócios e dos principais líderes – não se trata de terceirizar o desenvolvimento do planejamento estratégico.

Estamos falando aqui de trazer para dentro da pequena empresa a experiência de anos da consultoria empresarial, suprindo a deficiência da empresa em metodologias e conhecimentos nesta área e dando mais qualidade e intensidade ao trabalho.

Em todo caso, independente dos meios escolhidos para o desenvolvimento do planejamento estratégico, tudo parte da realidade atual da empresa e visa alcançar o objetivo definido.

Isto é, o planejamento estratégico é um plano desenvolvido para alcançar o objetivo desejado pela empresa, fazendo isso do modo mais adequado possível, levando em conta fatores mercadológicos, operacionais, estruturais, financeiros e gerenciais.

Assim, podemos dizer que o primeiro passo para desenvolver um planejamento estratégico é definir qual objetivo a empresa quer alcançar.

E se você quiser entender quando é o momento ideal de contratar uma consultoria empresarial, acesse o artigo Quando contratar uma consultoria empresarial.

Envolvendo os líderes e as pessoas-chaves da organização

Outro aspecto muito importante quando falamos de um planejamento estratégico na pequena empresa é o envolvimento dos profissionais-chaves nesse trabalho, principalmente os líderes da organização.

É comum que apenas os sócios se envolvam nos assuntos estratégicos – e, de fato, eles devem se envolver. Mas é preciso compreender que o planejamento estratégico, como já dito, não é algo feito para ficar engavetado, mas sim para ser executado. E a execução será conduzida pelos líderes e realizada por todos os colaboradores.

É essencial, portanto, que os profissionais da empresa se sintam parte do planejamento estratégico e integrados a ele. Do contrário, soará como uma imposição.

Além disso, aqueles que estão na linha de frente do negócio tem muito o que colaborar no desenvolvimento do planejamento. Eles conhecem a realidade do cotidiano da empresa e enfrentam os desafios diários.

Como uma consultoria empresarial pode ajudar no desenvolvimento do planejamento estratégico

A Intelliplan Consultoria Empresarial oferece para micro, pequenas e médias empresas soluções em inteligência e estratégia para melhorar os resultados.

Dentro de nossas áreas de atuação, oferecemos serviços voltados para o desenvolvimento de planejamento estratégico. Acesse e conheça esses serviços da Intelliplan:

E para entender melhor como uma consultoria empresarial pode ajudar sua empresa a elaborar um planejamento estratégico, baixe gratuitamente o e-book Por que contratar uma consultoria empresarial?

Por que contratar uma consultoria empresarial?

Posted by Consultor Intelliplan in Estratégia Empresarial, Planejamento
Estratégia organizacional – Planejando e estruturando o crescimento

Estratégia organizacional – Planejando e estruturando o crescimento

Estratégia organizacionalPossuir uma estratégia organizacional, mantê-la atualizada e revisada e vivê-la no dia-a-dia deveriam estar no topo da lista de ações de uma empresa. Na verdade, deveria ser a estratégia organizacional aquela que definiria o que deve e o que não deve ser feito, quando deve ser realizado e de que forma.

Portanto, estamos falando aqui daquela estratégia maior que contém os estudos realizados pela empresa, os objetivos claramente definidos e os caminhos que devem ser seguidos para alcançar aquilo que é almejado. Obviamente, não se trata de algo estático, como um documento escrito em algum momento da história e que mesmo diante das mudanças não sofreu qualquer revisão ou releitura.

São 3 perguntas que norteiam toda essa questão:

  1. Quais são os objetivos que sua empresa pretende alcançar?
  2. Como esses objetivos serão alcançados?
  3. Como sua empresa está executando o planejado e quais têm sido os resultados obtidos?

Ter essas respostas e mantê-las atualizadas é fundamental para o sucesso de toda empresa.

Vamos nesse artigo tratar sobre a importância da estratégia organizacional e como extrair benefícios dela.

Você ainda pode conferir outros artigos no blog da Intelliplan Consultoria Empresarial que abordam a mesma temática:

Estratégia organizacional

Enxergar a empresa e o mercado como um todo. Eis o requisito básico para elaborar uma estratégia empresarial. Não basta olhar apenas para dentro da empresa, tampouco olhar somente para fora dela. Também não é interessante olhar apenas para uma parte da empresa ou uma parte do mercado, é preciso enxergá-los e analisá-los por inteiro.

Por outro lado, essa visão do todo não pode ser ampla demais a ponto de não perceber os detalhes, os gargalos, os riscos e as oportunidades que estão presentes nas pequenas situações.

Daí a importância da estratégia organizacional: ela permite à empresa, em primeiro lugar, formar um conhecimento aprofundado e amplo sobre o seu próprio negócio e sobre o mercado; a partir desse conhecimento e tendo em vista aquilo que se espera alcançar (ou seja, os objetivos organizacionais), elabora-se uma estratégia, um meio, um caminho para alcançá-los.

Uma empresa que caminha sem uma estratégia é como alguém que caminha sem rumo. Ainda que esse alguém deseje sempre estar seguro, ter como se sustentar e continuamente aprender e crescer, ele não sabe bem o que deve fazer para isso acontecer e muito menos se, de fato, terá tudo o que deseja.

Falamos aqui da estratégia maior, que contempla o todo da empresa, que a guia na direção correta. Dentro dela – ou a partir dela – estarão as estratégias mais específicas (e estas estão sempre mais sujeitas à mudanças e adaptações).

Cabe então começar a perguntar: qual a estratégia da sua empresa? Segui-la levará ao objetivo desejado?

Os objetivos organizacionais

Saber onde e como a empresa quer estar nos próximos anos é a questão fundamental. Sem isso não há como planejar. Porém, muitos derrapam quando o assunto é definir os objetivos e, por isso, a estratégia acaba por não ser bem elaborada.

Apenas afirmar que a empresa quer crescer não é definir um objetivo. Também não vale dizer que a empresa quer ser a maior ou a melhor em determinadas condições, pois é muito vago.

De maneira geral, todo objetivo organizacional deve ser:

  1. Realista: definir um objetivo que não pode ser alcançado, seja por exagero ou impossibilidade, não pode ser considerado um bom objetivo.
  2. Mensurável: todo objetivo deve ter condições de ser medido e acompanhado. Do contrário, como saber se ele está sendo alcançado (e não apenas se já o foi)?
  3. Motivador: não basta ser realista e mensurável, é preciso motivar aqueles que trabalharão. Definir que uma empresa deve crescer 0,1% em faturamento de um ano para o outro pode ser realista e mensurável, mas não é nem um pouco motivador, pois não há desafios, não há grandes conquistas, não há necessidade de esforço maior.

Além disso, é importante notar que os objetivos não devem ser definidos apenas com base na opinião ou desejo. É preciso analisar o mercado, conhecer a fundo a sua empresa (conheça o Guia Rápido para Diagnóstico Empresarial) e com base em análises e números, traçar objetivos que coerentes.

É preciso, portanto, todo cuidado na definição dos objetivos. Como se pode perceber, o erro de muitas estratégias não está na estratégia em si (ou seja, no “como será alcançado”), mas no objetivo mal definido (“aquilo que se espera alcançar”).

A importância de possuir uma estratégia fundamentada e revisada

Da mesma forma como falamos sobre os objetivos, podemos dizer quanto à estratégia em si: esta precisa ser fruto de estudos, análises e decisões bem fundamentadas, e não de opiniões baseadas em conhecimentos desatualizados.

Uma estratégia precisa ter fundamento, e um fundamento baseado em dados, em informações úteis e atuais. Também precisa ser continuamente revisada: se há o trabalho inicial de desenvolver a estratégia organizacional, também deve existir, em vista dos benefícios que serão obtidos, a revisão contínua da estratégia para garantir que ela será sempre uma boa guia.

Essas revisões demandam, por vezes, novos estudos do mercado e uma nova análise da situação da empresa. Daí surge a oportunidade de ir além: realizar um monitoramento do mercado, e não apenas estudos pontuais.

Razões para monitorar o mercado

Ajuda com a estratégia organizacional

No artigo Consultoria de planejamento estratégico – Ajuda precisa nós tratamos sobre 2 aspectos relacionados à estratégia:

  1. A importância que tem para uma empresa;
  2. O esforço necessário para desenvolvê-la.

Ou seja, se por lado é fundamental para uma empresa que possua uma boa estratégia desenvolvida e executada, por outro o desenvolvimento de uma estratégia de qualidade demanda esforço, conhecimento e experiência.

Por isso, recorrer ao auxílio de consultores especializados e com experiência no desenvolvimento de estratégias pode ser o caminho mais rápido e barato para ter uma estratégia de qualidade.

Aqui na Intelliplan Consultoria Empresarial mantemos uma área de Estratégia Empresarial focada no desenvolvimento de estratégias para micro, pequenas e médias empresas. Acesse e conheça!

Compreendendo a consultoria empresarial

Caso deseje compreender melhor como uma consultoria empresarial pode ajudar uma empresa e o que deve ser considerado e analisado antes de contratá-la, recomendamos que acesse o Kit: Compreendendo a consultoria empresarial.

Compreendendo a Consultoria Empresarial

O material é gratuito e completo e pode ser acessado clicando na imagem acima.

Aproveite para conhecer mais sobre a Intelliplan Consultoria Empresarial. Somos especialistas em melhorar os resultados de micro, pequenas e médias empresas.

Posted by Consultor Intelliplan in Estratégia Empresarial
Consultoria de planejamento estratégico – Ajuda precisa

Consultoria de planejamento estratégico – Ajuda precisa

Consultoria de planejamento estratégicoA experiência e as pesquisas de mercado mostram que planejar é uma das maiores dificuldades do empresário brasileiro. Isso é perceptível tanto nas grandes ações como nas pequenas atividades do dia-a-dia. Por isso, contar com uma consultoria de planejamento estratégico pode ser uma escolha certeira para aprender e aplicar a arte do planejamento e aproveitar dos benefícios dessa boa prática de gestão.

O planejamento estratégico envolve todo o processo de coleta, filtro e análise de informações e, principalmente, o uso dessas informações para decidir e elaborar o caminho que uma empresa percorrerá para atingir os objetivos almejados.

Vamos nesse artigo explorar e entender como uma consultoria de planejamento estratégico pode ajudar uma empresa (inclusive micro, pequenas e médias empresas) a trilhar o caminho do sucesso.

Você pode ainda se aprofundar nesse assunto através desses artigos:


A importância do planejamento estratégico

O planejamento estratégico é fundamental para definir a direção em que uma empresa deve caminhar. Em uma analogia simples, não basta saber que você está na cidade de São Paulo-SP e tem o objetivo de chegar à cidade de Salvador-BA; é preciso descobrir, analisar e decidir sobre qual o melhor meio de transporte, os custos envolvidos, o melhor período para viajar, quais são os riscos, o que se espera encontrar no destino, e muito mais. Assim, podemos dizer que o planejamento estratégico é esse estudo e definição sobre como, de maneira concreta, os objetivos da empresa serão atingidos.

Infelizmente, é grande o número de empresas, de todos os portes, que desejam e buscam crescer, mas não sabem como isso acontecerá. Falta um bom planejamento estratégico.

Dentre outros aspectos, o planejamento estratégico deve analisar, decidir e direcionar sobre:

  • Os objetivos organizacionais;
  • Como os objetivos serão atingidos e o que é necessário para que isso ocorra;
  • Os recursos (financeiros, humanos, tecnológicos, e outros) necessários;
  • O retorno que se espera sobre todo o investimento;
  • Os riscos e ameaças que estão previstos no caminho e sobre aqueles que são inesperados;
  • Prazos, responsabilidades, meios para medir o desempenho;
  • As pessoas e profissionais envolvidos e o papel de cada um;
  • As características do mercado e as tendências.

O planejamento estratégico trata-se, portanto, de um estudo e planejamento completo e bastante detalhado que irá conduzir a empresa e ajudá-la a aproveitar bem de todos os recursos e oportunidades disponíveis.

Como uma consultoria de planejamento estratégico pode ajudar

Justamente pela sua amplitude e importância é que uma consultoria de planejamento estratégico pode ser fundamental e valiosa no momento de analisar e definir os rumos de uma empresa. De fato, uma ajuda precisa.

Contar com o auxílio de uma consultoria para elaborar o planejamento estratégico de sua empresa é ter presente o conhecimento, a experiência e o trabalho de consultores especializados que podem tornar o seu planejamento mais consistente, fundamentado e realista, aumentando as chances de sucesso.

Aqui na Intelliplan Consultoria Empresarial, através da nossa área de Estratégia Empresarial, já ajudamos dezenas de empresas a revisar o seu negócio, compreender melhor o mercado e elaborar planejamentos adequados para o seu crescimento.

O trabalho de uma consultoria de planejamento estratégico é realizado em parceria com o cliente, e não de forma isolada ou terceirizada. É a união do conhecimento e experiência dos consultores com toda a bagagem dos sócios e gestores da contratante que permite desenvolver um planejamento estratégico que realmente favoreça o alcance dos objetivos. Para compreender melhor o trabalho de uma consultoria de planejamento estratégico, acesse o artigo: Como funciona uma consultoria empresarial.

E depois que o planejamento estiver elaborado?

Obviamente, o planejamento estratégico não é o fim último, mas o meio para atingir os objetivos. Isso significa que após o seu desenvolvimento entra uma etapa ainda mais difícil: a execução daquilo que foi planejado. E aqui está mais um grande desafio das empresas, principalmente devido ao mercado em contínua mudança.

Contudo, é preciso compreender que mesmo sem um planejamento estratégico toda empresa trabalha diariamente para crescer e se manter competitiva no mercado. O que ocorre é que desenvolver um planejamento torna esse trabalho diário mais organizado, focado e permite medir se, de fato, os resultados esperados estão sendo alcançados.

E este é mais um ponto importante: tão importante quanto planejar e executar o planejado, é medir e acompanhar os resultados.

Como fica o planejamento diante das mudanças no mercado?

Outro ponto fundamental diz respeito ao monitoramento do mercado. Com as mudanças contínuas no mercado, nenhum planejamento estratégico é perene. Daí surge a necessidade de estar atento a tudo o que acontece no mercado e que pode atingir a sua empresa.

Para ajudar micro, pequenas e médias empresas que desejam monitorar o mercado a fim de responder com mais precisão às oportunidades e ameaças, a Intelliplan oferece a solução chamada ADI-Mercado.

Através do ADI-Mercado as empresas podem acompanhar as notícias e publicações sobre o mercado em que atuam, auxiliado por consultor experiente para realizar as análises e tomar decisões estratégicas.

 

 

Por que contratar uma consultoria de planejamento estratégico?

Para compreender ainda melhor como uma consultoria de planejamento estratégico pode ajudar a sua empresa a alcançar melhores resultados, acesse o e-book que a Intelliplan desenvolveu para tratar dessa questão: Por que contratar uma consultoria empresarial?

Por que contratar uma consultoria empresarial?

Posted by Consultor Intelliplan in Consultoria
A importância da estratégia para a pequena empresa

A importância da estratégia para a pequena empresa

Estratégia - Pequena empresaA pequena empresa, tal como as empresas de qualquer porte, deseja consolidar o seu negócio e crescer. A pergunta a se fazer é: qual a estratégia que está sendo seguida para alcançar esse objetivo? Existe essa estratégia?

A realidade vivida pela pequena empresa envolve muito dinamismo e poucos recursos, e justamente por isso é necessário um plano orientador para alcançar os objetivos. Infelizmente, muitas pequenas empresas negligenciam essa atividade e tornam-se puramente operacionais, permitindo que as ações sem planejamento as levem para algum lugar, e não que um planejamento prévio oriente as ações para que elas conduzam a empresa a um lugar determinado.

Vamos explorar nesse artigo a importância da estratégia empresarial para a pequena empresa, e como ela pode iniciar ou aprimorar a sua estratégia.

As diversas situações vividas pela pequena empresa

Se observarmos com atenção, constataremos que no dia-a-dia de uma pequena empresa uma série de atividades são realizadas e decisões são tomadas e, muitas vezes, sem ter uma direção comum para onde tudo aponta. Em outras palavras, muitas situações são vividas tendo em vista apenas o presente, o momento atual, e não o futuro e como aquela ação pode impactar positivamente ou negativamente nos negócios da empresa.

Isso é observado tanto no ambiente interno, em tudo o que deve ser administrado e executado, como também na atuação externa, na maneira como a empresa se relaciona com os clientes, concorrentes e com o mercado em geral. A falta de um plano orientador gera ações desvinculadas e, por vezes, maléficas para o futuro da empresa, e se que só serão percebidas com o passar do tempo.

Uma compra maior pode ser interessante no momento, mas causar impacto negativo no futuro da empresa; uma ação de marketing pode ser muito atraente no hoje, mas corre o risco de encaminhar a empresa para uma direção que ela não gostaria e que só perceberá no futuro (pela ausência da estratégia); a contratação ou demissão de funcionários pode ser uma medida para a solução de problemas pontuais, mas que pode gerar problemas ainda maiores no futuro. E assim poderíamos discorrer por todos os departamentos da empresa.

Em meio às muitas mudanças que o mercado e a pequena empresa sofrem em um curto espaço de tempo, ter um plano que dita os objetivos e os meios de alcançá-los pode fazer toda a diferença para o sucesso e segurança da empresa.

Por que é importante uma estratégia?

A estratégia empresarial surge então como a ferramenta, a base, o fundamento para o crescimento da pequena empresa. A estratégia não é importante somente para cumprir boas práticas de administração, mas é de fato algo bom para a empresa: durante o desenvolvimento da estratégia, a empresa amplia o seu conhecimento sobre o mercado e toma decisões mais coerentes, e durante a execução, a empresa sabe que estará pisando em um solo firme e toda a empresa pode caminhar em uma mesma direção.

Se o seu sonho pessoal é ir para a Disney, é preciso então planejar como e quando isso acontecerá e trabalhar para que o sonho se torne realidade.

Da mesma forma, se sua empresa pretende crescer 50% nos próximos 3 anos, é preciso planejar como isso acontecerá. E esse planejamento não deve ser superficial; mas, ao contrário, deve coletar e analisar informações para que o caminho escolhido e as decisões tomadas sejam realistas e sejam, de fato, a melhor escolha.

Ter uma estratégia empresarial não é um luxo apenas para as grandes empresas, mas deve ser uma prioridade para todas as empresas.

Como iniciar o desenvolvimento de uma estratégia?

A primeira questão a ser analisada e respondida é se sua empresa está em condições de elaborar essa estratégia com os recursos que já possui (pessoas, experiências, conhecimentos, tempo, etc.). Para ajudar, veja este artigo: Contratar uma consultoria ou realizar o trabalho internamente?

Por vezes, desenvolver uma estratégia é um processo denso e que envolve muita pesquisa, análise e tomada de decisões. Não é algo que se realiza em poucos dias e não deve ser superficial. Não basta ter uma estratégia apenas para dizer que tem, mas é importante ter uma estratégia que realmente colabore para o desenvolvimento do negócio.

Em uma estratégia uma série de fatores deve ser considerada:

  • O negócio da empresa e sua composição;
  • Os produtos e serviços oferecidos;
  • Os concorrentes diretos e indiretos;
  • Os clientes, potenciais clientes e os não-clientes;
  • Os fornecedores e parceiros;
  • As ações de marketing e comerciais;
  • As pessoas envolvidas;
  • O planejamento financeiro e de captação de recursos;
  • Os riscos e as oportunidades envolvidas no negócio;
  • O cronograma de implantação;
  • Entre outros.

O principal ponto de partida para iniciar uma estratégia é os sócios, administradores e gestores da empresa se convencerem da necessidade e da importância desse trabalho. Do contrário, ainda que uma estratégia seja desenvolvida, depois ela ficará na gaveta, pois a consciência e a cultura da empresa não favorecem a presença e a execução da estratégia.

O auxílio de uma consultoria empresarial

Sabendo da importância de possuir uma estratégia empresarial bem elaborada, muitas empresas (inclusive pequenas empresas) recorrem ao auxílio de uma consultoria empresarial.

Veja o material: Por que contratar uma consultoria empresarial?

Por que contratar uma consultoria empresarial?

Há empresas de consultorias especializadas em pequenas empresas e que oferecem o serviço de desenvolvimento de estratégias. Uma dessas empresas é a Intelliplan Consultoria Empresarial, através da sua área de Estratégia Empresarial.

O importante é o pequeno empresário não deixar que a sua empresa seja levada pelos ventos, mas que assuma o controle da empresa e dite o caminho que ela deve seguir. E esse caminho e a forma de percorrê-lo são determinados e instruídos através da estratégia empresarial.

Posted by Consultor Intelliplan in Estratégia Empresarial
4 sinais de que está na hora de investir em planejamento

4 sinais de que está na hora de investir em planejamento

Planejamento

O cenário atual é muito mais favorável para quem deseja abrir uma empresa do que há um tempo. Inclusive, pessoas mais jovens estão conseguindo entrar para o empreendedorismo e a diminuição da burocracia é apenas um dos fatores que levam a isso.

No entanto, manter uma empresa em funcionamento e dando lucro é uma tarefa mais difícil do que começá-la. Alguns sinais podem indicar que é hora de investir em planejamento (aliás, ressalte-se que realmente é um investimento). Confira alguns desses sinais:

1 – A empresa não tem metas claras

O objetivo é crescer, conquistar mais clientes, fidelizá-los, aumentar a lucratividade. Mas, e em números? A ideia é conseguir quantos clientes? Aumentar o faturamento de quanto para quanto? Qual é o prazo para isso?

Uma empresa sem objetivos para cumprir e sem não uma orientação a seguir faz com que os colaboradores e os próprios gestores não saibam exatamente os passos que precisam dar. Portanto, estabeleça metas a curto, médio e longo prazo.
Mas não crie metas de qualquer forma. Uma meta bem elaborada é fruto de uma análise do passado, do presente e do futuro, e deve ser uma meta mensurável, desafiadora e realista.

2 – Os resultados não são avaliados

Uma vez que você executou um planejamento para estabelecer metas, nada fará sentido se elas não forem analisadas posteriormente. Quando acabar o prazo para concretizar um objetivo, é preciso avaliar friamente se ele realmente foi cumprido e, caso não tenha sido, o que faltou para que isso acontecesse.
E o ideal é que não seja analisado o resultado apenas no final do prazo, mas que o cumprimento da meta seja acompanhado continuamente para que você possa corrigir eventuais desvios e alcançar o resultado almejado. E tudo isso demanda um um planejamento e organização.

A análise de resultados é a única forma de saber se as metodologias que estão sendo adotadas pela empresa estão surtindo efeito, o que deve ser mantido e o que precisa sofrer alterações. E sempre mantendo o planejamento atualizado.

3 – Sua empresa não está bem estabelecida no mercado

O produto ou serviço que sua empresa oferece é adequado à demanda dos consumidores, o atendimento é bem avaliado e a gestão administrativa é bem feita. Contudo, o crescimento no mercado não é dentro do esperado ou desejado. E o pior: você não sabe se a maneira como está se apresentando e atuando no mercado é a melhor.

Nesse caso, o planejamento estratégico de marketing é o grande segredo! Se mercadologicamente as coisas não vão bem, pode ser um sinal de que está precisando investir em um bom planejamento de marketing.

4 – Sua estratégia não está documentada

Ideias que simplesmente surgem em momentos criativos podem funcionar, mas o crescimento de uma empresa não pode depender exclusivamente disso. O planejamento serve para organizar as estratégias, metodologias e objetivos, documentando tudo isso. Mais do que isso, se a estratégia vai dizer como (a forma, o meio, as escolhas) os objetivos traçados serão alcançados, o planejamento irá auxiliar a traduzir isso em ações do dia-a-dia, para que a estratégia não fique apenas no âmbito da ideia, mas se concretize.

Parece apenas uma burocracia a mais, mas, na verdade, isso é construir um suporte para a empresa, algo para orientar os que trabalham nela.

Quer melhorar o planejamento do seu negócio?

Conheça a Intelliplan Consultoria Empresarial e descubra como podemos ajudar a analisar sua empresa e a encontrar as melhores soluções para o seu aprimoramento e crescimento. Conheça, de maneira especial, nossa área de Estratégia Empresarial.

Acesse: https://www.intelliplan.com.br

Posted by Consultor Intelliplan in Planejamento